Área restrita para imobiliárias

login

Caixa reduz taxa de juros de financiamento imobiliário, o que isso significa?

  • Marcos Willens
  • 18 de jun de 2019 19:00
Caixa reduz taxa de juros de financiamento imobiliário, o que isso significa?

A Caixa Econômica Federal anunciou no início do mês novas taxas de juros para financiamento imobiliários. A taxa mais alta cobrada pelo banco caiu de 11% ao ano mais a Taxa Referencial (TR)  para R$ 9,75% para operações pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

A taxa mínima para imóveis residenciais enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) será de 8,5% ao ano. 

Em um financiamento de R$ 100mil em 240 meses, a redução de 1,25% representa, em média R$ 78 a menos na parcela mensal, sendo que no final do contrato somaria aproximadamente R$ 18.700, ou seja, uma significativa economia.

Essa redução da Caixa, além de possibilitar economia sinaliza aos agentes financeiros que é possível reduzir taxas e incentivar o mercado imobiliário. É preciso lembrar que o banco detém praticamente 70% dos financiamentos, com isso é referência nas taxas máximas e mínimas de financiamento.

Além da redução da taxa de juros, houve também aumento na quota máxima de financiamento. Entendo que quando as instituições aumentam a quota é porque estão acreditando no mercado e estão confiantes que haverá valorização imobiliária nos próximos anos.  

Um movimento como este da Caixa abre possibilidades de portabilidades de financiamentos que estão em outras instituições com taxas mais altas (compra de dívida pela Caixa), bem como pode ser o incentivo que faltava para a aquisição de um imóvel, para a construção da tão sonhada residência ou mesmo viabilizar a esperada reforma e ampliação do imóvel que o cliente já possui.

Todos os movimentos e sinalizações para o mercado imobiliário são favoráveis, com isso continuamos acreditando que a retomada de investimentos neste setor, possibilitará a criação de novos empregos, de renda e contribuirá para o aquecimento da economia.

Sobre o Autor

Marcos Willens Araújo é formado em ciências contábeis, graduando em ciências políticas, pós-graduado em Marketing e Finanças, Certificado pela ANBIMA CPA20 e pela ABECIP CA600, atua como bancário.

Buscar

Faça uma pesquisa mais detalhada neste campo de pesquisa abaixo!

Colunistas

Colunas

Favoritos (0)